Por mais uma semana empresas devem continuar observando protocolos da Bandeira Laranja

Na segunda atualização após a implementação do Sistema de Distanciamento Controlado do RS, não houve alteração da classificação da Região Metropolitana da Serra Gaúcha.

Portanto, as empresas de Garibaldi seguem observando os protocolos da Bandeira Laranja – Todos os Setores – que definem os critérios de ocupação e medidas de prevenção obrigatórias.

A principal mudança em todo o Estado ocorreu em três regiões que estavam com cor laranja e tiveram nível de restrição reduzido.

Uruguaiana, Capão da Canoa e Santa Cruz do Sul recebem a bandeira amarela. O RS permanece sem bandeira vermelha (risco alto) ou preta (risco altíssimo).

Durante a semana, o governador, Eduardo leite, anunciou que haverá um aperfeiçoamento no sistema de avaliação do Distanciamento Controlado.

A partir da atualização do dia 30 de maio, o cálculo de risco, em vez de usar todos os casos confirmados pelos testes do tipo RT-PCR aplicados no Estado, considerará apenas o número de casos confirmados de pacientes internados com Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) pelo local de residência.

A mudança será feita porque os dados de hospitalização são mais estáveis. Primeiro porque não há tanta variação entre os municípios ou as regiões que testam mais ou menos, corrigindo possíveis distorções, e também para que não se gere uma eventual diminuição da testagem em algum local – o que vai contra a recomendação da Organização Mundial de Saúde (OMS).

No território gaúcho como um todo, a terceira rodada do modelo de Distanciamento Controlado trouxe as seguintes alterações nas duas semanas:

• O número de internados em UTI por SRAG (Síndrome Respiratória Aguda Grave) aumentou 7,56% no Estado entre as duas últimas sextas-feiras (225 para 242)
• O número de internados em leitos clínicos com Covid-19 no RS aumentou 18,50% entre as duas últimas sextas-feiras (173 para 205)
• O número de internados em leitos de UTI com Covid-19 no RS reduziu 3,10% entre as duas últimas sextas-feiras (129 para 125)
• O número de leitos de UTI adulto disponíveis para atender Covid-19 no RS aumentou 6,85% entre as duas últimas sextas-feiras (de 467 para 499)
• O número de óbitos por Covid-19 aumentou 13,3% entre as duas últimas semanas (de 30 para 34)