Empresas de Garibaldi diminuem recuo, mas postos de trabalho continuam em queda

Em uma nova rodada de divulgação do Novo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) mostra que, de janeiro a maio, Garibaldi registrou a abertura de 2.338 vagas de trabalho e o fechamento de 2.554.

Em maio o saldo foi de 92 postos a menos, com 302 admissões e 394 demissões. O saldo de 216 desligamentos a mais no ano teve maior influência do mês de abril, que registrou o pior resultado com 383 demissões a mais do que as admissões.

Dados do Novo Caged referente a Garibaldi – Janeiro a Maio 2020

De janeiro a março os números apontavam para um ano de bons resultados. No trimestre, as empresas haviam admitido 265 trabalhadores a mais do que demitido.

O setor de Serviços foi o que mais perdeu postos (141), seguido pela Indústria (93) e Comércio (4). A área de Construção Civil, com 17 postos positivos foi o setor que fechou os primeiros cinco meses com saldo positivo.

No ano, o Rio Grande do Sul registra um saldo de 86.560 demissões a mais do que admissões.